J&J Eucaliptos Tratados

Quais as vantagens de usar eucalipto tratado
e por que é considerada uma madeira ecologicamente correta?

Eles crescem rápido, são resistentes a pagras e sua madeira tem muita utilidade na indústria, principalmente na confecção de produtos tais como mourões de cerca, esticadores, esteios para rancho, quiosques, pergolados, vigas, tábuas, caibros e sarrafos em medidas “padrão” ou especiais. Além do mais, suas mais de 700 espécies se adaptam aos mais diversos tipos de solo e os custos para o cultivo são relativamente reduzidos, o que torna a comercialização atraente em função do preço final por custo-benefício.

A qualidade da madeira do eucalipto garante o seu uso nos mais diversos ramos de atividades. Embora seja de conhecimento geral que não existe uma espécie de árvore qu se adapte a tudo, o eucalipto tem apresentado ótimos resultados nos mais de 100 anos em que chegou ao Brasil, vindo dos Estados Unidos.

É por isso que, há sete anos, a Fazenda Chaparral apostou na instalação de sua unidade de tratamento de madeiras de eucalipto e pínus na região do Vale do Ribeira, até então carente de produtos feitos com madeira. A Chaparral fica localizada no Vale e, ao realizar o trabalho com árvores próprias para cultivo, contribui para a manutenção e conservação do meio ambiente.

As madeiras tratadas pelo sistema de cilindro em autoclave, sob vácuo de pressão, o que torna os produtos extremamente confiáveis e duráveis. A matéria-prima é extraída a partir de árvores (eucalipto ou pínus) de reflorestamento. Portanto, o cuidado com a preservação do meio ambiente é feito com estudo, profissionalismo e aperfeiçoamento constante.

Entre a demanda mundial por mais madeira e a defesa do meio ambiente, o eucalipto tratado tem sido uma saída ecologicamente correta para manter o progresso e o bem-estar da humanidade.


Eucalipto: Uma árvore muito especial

Reduz a pressão sobre a mata nativa e protege sua fauna;
Recupera solos exauridos pelo cultivo e queimadas e controla a erosão;
Mantém a cobertura do solo pela deposição dos resíduos florestais;
Contribui para regular o fluxo e a qualidade dos recursos hídricos;
Estabiliza o solo, promovendo a retenção de água;
Absorve grande quantidade de CO 2 da atmosfera, diminuindo a poluição e o calor e combatendo o efeito estufa;
Produz mais sem prejuízo à natureza;
Fornece matéria-prima para produtos indispensáveis em nossas vidas;
É uma fonte de riquezas econômicas e sociais;
Gera empregos e mantém o homem no campo.


O eucalipto é uma das plantas mais úteis que já conhecemos, e ainda tem muito a nos oferecer.

O que muita gente desconhece é que o eucalipto, hoje, é uma alternativa de preservação da natureza. Por ser uma árvore de rápido crescimento e de fácil adaptação às mais diferentes condições de solo e clima, o eucalipto plantado passou a ser uma alternativa racional contra a devastação das florestas nativas em diversas regiões do planeta.

A destruição já consumiu quase metade das matas originais que cobrem a superfície terrestre. O desmatamento foi provocado, principalmente, pela agricultura, pecuária e a comercialização de madeira. Agora, os plantios sustentáveis começam a ser usados em lugar de árvores centenárias no uso industrial e residencial. Por enquanto, apenas 14% de toda a madeira consumida no mundo são provenientes de plantios florestais.

Mas, no Brasil, a substituição de jacarandás, imbuias e ipês por eucaliptos plantados começa a crescer. Dos mais de 300 milhões de metros cúbicos de madeira consumidos por ano, aproximadamente 100 milhões já provêm de plantios florestais, a maior parte de eucaliptos.

Esse consumo é distribuído entre geração de energia, na forma de lenha e carvão vegetal; produtos sólidos, como madeira serrada e aglomerados; e celulose, usada na produção de papel.